É notável, seu corpo está dando sinais, chegou a hora de você mudar de emprego ou carreira. Os sintomas mais comuns são: estresse, desânimo, baixa produtividade, atrasos constantes, entre muitos outros. Você consegue lembrar nos últimos 7 dias, quantas vezes você ouviu ou falou sobre insatisfação no trabalho?

Uma pesquisa realizada há alguns anos pela International Stress Management no Brasil apontou que, apenas 24% dos brasileiros sentem-se satisfeitos profissionalmente. Friamente os dados revelam que, apenas uma em cada quatro pessoas desenvolvem o trabalho que gostam. Elas constroem empresas, são reconhecidas como profissionais de sucesso e admirados por suas equipes, mas assumem que não foram eles que escolheram essa vida. A imposição dos pais, a necessidade de ganhar dinheiro para sustentar a família estão entre os principais argumentos.

No início o desejo de solucionar o problema é tão grande, que não sentem os dias passar. Após alguns anos, desenvolvendo aquela mesma função, os primeiros sinais de insatisfação começam aparecer. Geralmente iniciam como uma leve tristeza no Domingo, desânimo e pequenos atrasos, que com o passar do tempo, se tornam constantes. Em casos mais graves, podem evoluir para a depressão.

Logo, a primeira idéia é mudar de emprego, trocar toda sua rotina e companheiros de empresa, e assim a insatisfação será resolvida, mas não é bem assim. A triste notícia é que, após alguns meses, a grande maioria continua insatisfeita na nova empresa e os sintomas voltam a aparecer. Então qual será o problema? Geralmente está na falta de plano de carreira ou identificar os valores pessoais com a carreira escolhida.

Os profissionais que elaboram o plano de carreira, sabem exatamente o motivo de levantar da cama todas as Segundas-feiras e irem para o trabalho. A cada dia que eles passam desenvolvendo suas atividades, estudando e se aprimorando, será menos um dia para que seu objetivo seja alcançado, realizado. Eles já estruturaram as etapas necessárias para chegar no cargo desejado dentro de sua carreira e o período em que essas transições devem acontecer.

Outro ponto fundamental de qualquer profissional é o autoconhecimento. Entender o seu estado atual, o estilo de liderança, os possíveis talentos e como se relaciona com os fatores internos e externos. As vezes ele deixa de olhar para si e vive conforme a vontade dos outros, esquecendo suas reais habilidades.

Peço que você respire profundamente, se desconectando por alguns minutos do mundo exterior e responda a estas 5 questões:

  1. Eu sei quais são meus valores e os da empresa? Eles são parecidos?
  2. Eu tenho vontade de fazer as tarefas da empresa?
  3. Minhas habilidades estão sendo reconhecidas?
  4. Tenho vontade de crescer dentro desta empresa? Vejo futuro?
  5. Consigo separar as questões do trabalho da minha vida pessoal, sem interferir na minha saúde?


Se você respondeu Não para uma ou mais perguntas pode ser um indicativo para você iniciar um planejamento e se autoconhecer.

Que tal aproveitar essas dicas e colocá-las em prática hoje mesmo? Com o acompanhamento de um coach, você conseguirá potencializar seus resultados, conheça!

Se esta dica foi útil para você, compartilhe e ajude a divulgar essa informação!

Imagem destaque “Designed by Lexamer / Freepik”

Dicas e sacadas

Quer passar para seu próximo nível? Receba em primeiro lugar dicas para potencializar seus resultados.

Toda semana iremos produzir e compartilhar um conteúdo incrível para você acelerar seus resultados.